Facebook

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Os 30 Melhores Sambas-Enredos do Carnaval do Rio de Janeiro de Todos os Tempos

Foto da Império Serrano


Já são anos e anos de Carnaval no Rio de Janeiro e o maior motor de uma Escola de Samba, além da bateria é o Samba-Enredo que se for bem composto e tiver uma melodia capaz de fazer o público cantar, as chances de uma Agremiação vencer é muito grande, há uma enorme influência que sempre são passados para os jurados.

Eu faria uma lista com 10 Sambas, mas conforme eu analisava e lembrava mais sambas entravam na lista e consegui juntar 30 ótimos Sambas-Enredos que de uma forma marcou o Carnaval, uma Escola de Samba, a música brasileira de uma certa forma e marcou minha vida, sim, vou incluir em caráter pessoal alguns Sambas que considero importante para o Carnaval do Rio de Janeiro.

A lista abaixo estão em ordem que eu classifiquei do primeiro ao trigésimo, mas não foi tão difícil quanto escolher os 30 sambas, talvez posicioná-las foi mais fácil em quase três semanas de pesquisa.

Dentre tantos Sambas-Enredos eu escolhi uma que se tornou clássico da MPB, no ano de 1964 o samba da Escola de Samba Império Serrano virou um clássico e o "Aquarela Brasileira" além de melhor é o mais executado de todos os tempos, mais que o segundo colocado "Peguei um Ita no Norte" da Acadêmicos do Salgueiro que tem um refrão poderoso e é cantado e executado em forma de paródia, se vê muito em estádios de futebol pelo Brasil.


01ª
Aquarela Brasileira
Império Serrano
(1964)

02ª
Peguei um Ita no Norte
Salgueiro
(1993) 

03ª
O Amanhã
União da Ilha
(1978)

04ª
Bum Bum Paticumbum Prugurundum
Império Serrano
(1982)

05ª
Liberdade! Liberdade! Abra as Asas sobre Nós
Imperatriz Leopoldinense 
(1989)

06ª
Kizomba, Festa de uma Raça 
Vila Isabel 
(1988)

07ª
Atrás da Verde e Rosa Só Não Vai Quem Já Morreu
Mangueira
(1994)

08ª
Contos de Areia
Portela
(1984)

09ª
Uma Aventura Musical Na Sapucaí
São Clemente
(2012)

10ª
É Hoje 
União da Ilha
(1982)

11ª
Heróis da Liberdade 
Império Serrano 
(1969)

12ª
Chuê, Chuá, as Águas vão Rolar
Mocidade Independente de Padre Miguel 
(1991)

13ª
Domingo 
União da Ilha 
(1977)

14ª
Ziriguidum 2001 
Mocidade Independente de Padre Miguel 
(1985)

15ª
Brazil Com "Z" É Pra Cabra da Peste, Brasil Com "S" É a Nação do Nordeste
Mangueira
(2002)

16ª
Os Sertões
Em Cima da Hora
(1976)

17ª
Goiás, Um Sonho de Amor No Coração do Brasil
Caprichosos de Pilares
(2001)

18ª
Os Cinco Bailes da História do Rio 
Império Serrano 
(1965)

19ª
Lendas e Mistérios da Amazônia 
Portela 
(1970)

20ª
O Ti Ti Ti do Sapoti
Estácio de Sá
(1987)

21ª
O Teu Cabelo Não Nega (Só dá Lalá)
Imperatriz Leopoldinense
(1981)

22ª
Candances
Salgueiro
(2007)

23ª
João e Marias
Imperatriz Leopoldinense
(2008)

24ª
A Vila Canta o Brasil Celeiro do Mundo – Água no Feijão, que Chegou Mais Um
Vila Isabel
(2013)

25ª
Tijuca Apresenta Nelson Rodrigues Pelo Buraco da Fechadura
Unidos da Tijuca
(2001)

26ª 
Yes, nós temos Braguinha 
Mangueira
(1984)

27ª
O Homem Do Baú - Hoje É Domingo, É Alegria, Vamos Sorrir e Cantar de Tradição
Tradição
(2001)

28ª
Bidu Sayão e o Canto de Cristal
Beija-Flor
(1995)

29ª
Chica da Silva 
Salgueiro 
(1963)

30ª
Não Corra, Não Mate, Não Morra, Pegue Carona Com a Mocidade 
Mocidade Independente de Padre Miguel 
(2004)



2 comentários:

Allan Mahet disse...

Boa listagem. Eu como fã eu não poderia me abster de ter minha lista de sambas inesquecíveis. São 50 exemplares cujas letras e melodias marcaram a história do samba.
http://amahet.blogspot.com.br/2014/02/os-50-maiores-sambas-enredo-de-todos-os_17.html

marcos disse...

desculpa, mas a lista é primária e pobre...faltam no mínimo 20 sambas que não podem faltar em nenhuma lista que se preze, mas não caberia aqui, então deixo 3 obras-primas só para citar como exemplo: 1972 - V. Isabel (Onde o Brasil aprendeu a liberdade)- 1981 - Portela (Das maravilhas do mar) - 1972 - Portela (Ilu-Ayê)

um abraço
marcos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...