Facebook

domingo, 11 de março de 2018

Grandes Discos Brasileiros | 'Feijão com Arroz' - Daniela Mercury (1996)



Olá amigos... Fazia um bom tempo que não publicava mais algo no especial Grandes Discos Brasileiros  que reúne histórias e homenagens a grandes obras da nossa música e isso é por conta dos compromissos pessoais que acabou me afastando do blog. Encontrei este espaço de tempo para falar de um dos grandes trabalhos na década de 90 que é o álbum Feijão com Arroz, lançado no ano de 1996 por uma das maiores artistas daquela década que é Daniela Mercury.




Na minha opinião a cantora Daniela Mercury é uma das mais importantes que o Brasil tem em todos os tempos já que como artista ela agregou muito na década de 90 sendo um dos nomes mais fortes, principalmente no estilo Axé Music que estava num forte crescimento e Daniela foi talvez a 'ponta-de-lança' destes artistas que surgiram.

Daniela Mercury lançou seu primeiro disco em 1991 e apareceu em vários programas de rádio e TV graças ao hit "Swing da Cor" que era tornou uma grande carta de apresentação e mostraria neste hit quem seria Daniela até os dias de hoje. Em 1992 a cantora atingiu o ápice do sucesso e reconhecimento com o disco O Canto da Cidade que teve como grande carro chefe a faixa título e foi aí que Daniela conquistou premiações e avaliações altas da crítica. 


Daniela Mercury no início da década de 90
 
Após tanto sucesso e aparições em inúmeras mídias, Daniela lançaria seu terceiro disco em 1994 que seria um desafio igualar ou superar o trabalho anterior, mas seu terceiro disco, chamado Música de Rua não conseguiu agradar tanto a crítica e não agradou parte do público que mesmo assim comprou o disco que conseguiu uma vendagem considerada ótima. Este disco era especial para Daniela, pois grande parte das canções tinham autoria própria.




Com a baixa que houve por causa do terceiro disco, havia uma expectativa grande para o quarto disco de Daniela Mercury e isso acalentava muito aos fãs e aos críticos, pois se o trabalho fosse regular talvez Daniela contaria apenas com seus fãs mais leais para comprar o disco. Eis que em 1996 Daniela nos apresenta Feijão com Arroz, um álbum bem planejado e executado da melhor forma para que o sucesso não falhasse e com isso ela contou com uma produção mais séria e teve um ótimo time de compositores que escreveram belas canções.



O disco é considerado um dos melhores da carreira da cantora e um dos mais lembrados da década de 90 por conta dos sucessos, da obra como um todo e a capa que marcou muito por ser criativa, simples e bonita e até venceu uma enquete realizada pelo Jornal da Globo como a melhor capa de disco de todos os tempos.

O álbum vendeu quase dois milhões de cópias no Brasil, recebendo um Disco de Diamante da Associação Brasileira de Produtores de Discos. Além do Brasil, o disco vendeu mais de um milhão em outros países da América Latina e Europa. Foi o terceiro e até hoje último álbum da carreira de Mercury a receber um Disco de Diamante. Foi o segundo álbum mais vendido de toda a carreira de Mercury.

O disco Feijão com Arroz possui singles que fizeram muito sucesso e o meu favorito deste trabalho é a faixa "À Primeira Vista" que é uma bela poesia escrita por Chico César. A canção foge do estilo Axé, tornando uma canção bem ao estilo MPB, sendo muito executada nas rádios e teve ainda mais força por ter sido trilha sonora na novela O Rei do Gado. A canção recebeu críticas altíssimas e foi a que mais rendeu acesso a prêmios que Daniela receberia no ano de 1997.

No Carnaval de 1997 uma das canções mais tocadas e de maior sucesso foi "Rapunzel" que embalou também muitas festas e baladas. A canção alcançou o primeiro lugar nas paradas musicais brasileira. A canção ganhou disco de ouro na França, por mais de 75 mil cópias vendidas.

Outro single de grande sucesso deste disco foi "Nobre Vagabundo" que conseguiu atingir a primeira colocação em algumas rádios brasileiras. A faixa inicia-se unicamente com a voz da cantora, que é seguida por um samba reggae romântico complementado por uma guitarra havaiana/caribenha. Mercury "brinca" com as notas musicais em oitavas, no grave e no agudo, pedindo: "perdoa, meu amor, esse nobre vagabundo". Esta canção recebeu vários críticas positivas de revistas brasileiras e internacionais que apontava esta canção como a mais forte do disco.

Outras canções teve destaque e forma singles por rádios brasileiras, principalmente no Nordeste como "Minas com Bahia" e "Feijão de Corda".


Faixas

Faixa Título Compositor(es)



1 Nobre Vagabundo Márcio Mello
2 Rapunzel Alaim Tavares, Carlinhos Brown
3 Minas com Bahia Chico Amaral
4 Feijão de Corda Ramon Cruz
5 Você Abusou Antônio Carlos e Jocáfi
6 Dona Canô Neguinho do Samba
7 Bate Couro Alaim Tavares, Gilson Babilonia
8 À Primeira Vista Chico César
9 Rede Alaim Tavares, Gilson Babilonia
10 Musa Calabar Guiguio
11 Vai Chover Gustavo de Dalva, Boghan Costa
12 Vestido de Chita Ivan Huol, Daniela Mercury
13 Do Carinho Gustavo de Dalva, Boghan Costa
14 Bandeira Flor Márcio Mello
15 Vide Gal Carlinhos Brown
16 Usted Abusó (Você Abusou) Antônio Carlos e Jocáfi
17 Ue Wo Muite Aruko (Sukiaky) Rokusuke Ei e Hachidai Nakamura



Ouça o Disco




Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...